O Sistema de Freio é composto por diversas peças, todas fundamentais para desaceleração do veículo. Para frear o movimento de um veículo, é preciso que haja um atrito nas rodas, para reduzir ou parar bruscamente quando necessário.

Quando fazemos uma carga no pedal do freio, esta passa para o servo freio e em seguida o cilindro mestre, é onde fica o fluido de freio. Com o acionamento dessa engrenagem, uma pressão hidráulica é formada, comprimindo as pastilhas ou lonas de freio, colocando em atrito com o disco ou tambor de freio, fazendo com que as rodas parem de girar.

Sistema de freios – Imagem da Internet

O que é e para que serve o Fluido de Freio Principais características?

Sua utilidade principal é a de transmitir a força exercida sobre o pedal até as sapatas e pastilhas de freio, que — atuando em conjunto com os tambores e discos — param o veículo.  O Fluido de freio deve ser despejado em sistemas hidráulicos de frenagem. Ele dispõe de características próprias para esse fim

Características do fluido de freio: Como como já sabe  fluido de freio possui uma baixa taxa de compressão e alto ponto de ebulição. A relação entre esses dois fatores apontam a qualidade do produto.

Taxa de Compressão — ao pisar no freio, o fluido não pode haver perda de volume, para que a transmissão da pressão seja uniforme.

Ponto de ebulição — o fluido de freio trabalha com altas temperaturas provenientes dos componentes do sistema de frenagem, portanto, precisa ser capaz de trabalhar nessa condição sem que suas especificidades originais se alterem. Quando esse líquido chega a levantar fervura, geram-se bolhas de ar, diminuindo a eficiência da frenagem.

No próximo post vamos falar um pouco mais sobre os fluídos de freio, suas características e aplicações, até lá!

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente! [email protected]